sábado, 4 de julho de 2015

SOBRE O ROCK PROGRESSIVO, MINHA VISÃO

Quando o rock progressivo iniciou a sua escalada no mundo chamado SOM a estética oriunda rock começava a mudar.
Temas grandiosos, letras viajantes, sua concepção com os elementos contemporâneos e eruditos, aliados a alta performance dos seus músicos com faixas longas entre outros elementos, logo o mundo percebeu que precisava-se pensar em ouvir musicalmente.
O Rock progressivo começou a exigir do ouvinte uma atenção praticamente contemplativa dessa estética sonora.
Os baluartes como PINK FLOYD, GENESIS, ELP, YES davam a tônica dessa vertentes nos criativos anos 70.
O Mundo do Rock Progressivo foi nessa onda e praticamente muitos grupos surgiram em diversos países e diversos dele de alto nível e indo além em relação aos seus pioneiros, o que não coloca em demérito o pioneirismo empregado por eles.
Países como a Holanda com FOCUS, KAYAK, Argentina via CRUCIS, Alemanha com AGITATION FREE, AMON DÜUL, BIRTH CONTROL, SOM NOSSO DE CADA DIA, TERRENO BALDIO no Brasil, Finlândia com o Nimbus, Tasavallan Presidentti...e tal...tal...tal...
O ROCK PROGRESSIVO deu um novo rumo para quem precisava pensar em som e sem perder a essência do rock.

Quem sabe escrevo a minha versão sobre o rock progressivo???

Nenhum comentário:

Postar um comentário