domingo, 5 de julho de 2015

SOBRE ESSE TAL DE MAURO WERMELINGER

Mauro Wermelinger, profissão de fato Operador de Computador Mainframe Sistema DOS.
Entusiasta sonoro que levou-se à sério quando ouviu os seus primeiros discos, em 1970, então com dez anos de idade.
Tinha de tudo Bill Haley, Muita coisa de Blues, Stones, Beatles, sentiu que tudo era uma novidade sem tamanho...e foi acompanhando essa evolução.
Um garoto curioso que logo descobriu uma outra turma antenada, uma rapaziada entre 15 e 18 anos...uns caras esquisitos, todo mundo cabeludo, um jeito estranho de ser...e o som mudou de novo...ele juntou-se aos demais e com muita leitura, audição e pesquisa, aquele garoto virou uma enciclopédia ambulante sonora e todo mundo o carregava a tiracolo...o resto é história.
           De 1970 até hoje...esse garoto nunca mais parou de ouvir e pesquisar sons...passou a vida inteira trabalhando e imerso nesse mundo . Acompanhado de muita literatura musical e vivendo uma dimensão paralela dentro do UNIVERSO CHAMADO SOM.
Esse menino teve um divisor de águas em 1978, Durante sua estadia em Sampa dentro do I FESTIVAL DE JAZZ...Viu os melhores da cena jazzística e fusion americana e dois sons o deixaram estupefatos GRUPO UM do Zé Eduardo Nazario E HERMETO PASCOAL. e a Jam session que Hermeto promoveu no palco com Chick Corea, Stan Getz e John Mclaughlin.
Em 1984...outra mudança e dessa vez por longo nove anos...juntou-se por uma sorte sonora a trupe do Hermeto Pascoal....ficou ali ouvindo, pegando no pesado e vendo aquela usina sonora e seus aloprados sonoros a criarem som.
O RESTO É HISTÓRIA DE NOVO..

Nenhum comentário:

Postar um comentário