segunda-feira, 16 de setembro de 2013

SOBRE CAROL PANESI

Muito raro instrumentistas de cordas friccionadas como o violino, violoncelo e viola terem esse desenvoltura no instrumento. Pois, é uma outra escola, é preciso aprendê-lo e depois esquecer tudo e adaptá-lo para uma linguagem universal. Panesi, vai além do usual: trabalha o arco procurando timbrar o instrumento dentro de uma estética completamente fora dos paradigmas preestabelecidos. Aos 28 anos é capaz de interpretar qualquer obra seja ela de natureza clássica, contemporânea ou no universalismo da Escola Hermetiana hoje Zwargiana. Com certeza vai amadurecer a cada dia estudando e tocando. há 17 horas · Curtir ·

Um comentário:

  1. Sem dúvida Carol Panesi grande destaque solista desse concerto de ontem do Hermeto Pascoal e Grupo e Itiberê Zwarg E Grupo
    Empregou um instrumento clássico e o fez soar com uma rabeca elétrica moderna, indo muito além dos timbres e ideias melódicas tão usuais nesse instrumento.
    Improvisou de verdade, longe do academicismo que cerca o estudo e emprego do instrumento.

    ResponderExcluir