segunda-feira, 5 de novembro de 2012

O SOM PRÁ MIM....

Muito antes dos estudos formais em música(já entrei louco no lance)sempre tive uma pré-disposição a ouvir sons não convencionais. De certa forma aquela linearidade me incomodava um pouco(por volta de 74...75) Nesse meio tempo entrou Cage, Varese, Stockhausen, Xennakis, a corrente do Canterbury Sound: Soft, Caravan, Hatfield and North entre outros. Do outro lado do experimentalismo HENRY COW, GONG, CAN, a turma dos sintetizadores KRAFTWERK, TANGERINE DREAM...Se misturou com o ZAPPA, o jazz avante-gard, o fusion e culminou no HERMETO. Meus ouvidos cansam quando o clima se mantém. Mudança de compasso, polirritmia, acordes sobrepostos, isso é vital prá mim. Ouço como se houve música pelo rádio. Basta dar play e a combustão dentro da minha mente começa a trabalhar e me move a executar as tarefas diárias. Na rua não escuto música(o meu cérebro toca tudo prá mim) podem não acreditar. Repito qualquer seqüencia(cantarolando o tema) de qualquer som que venha na mente. Anos e anos de audição plena deu essa contribuição. DIZEM QUE SOU LOUCO... e sempre ANDO MEIO DESLIGADO...

Nenhum comentário:

Postar um comentário