domingo, 12 de fevereiro de 2012

DVD GALÁPAGOS- ADRIANO CAMPAGNANI


Enfim...um dvd no melhor estilo prog fusion de BELÔ, estilo esse que alguns puristas ignoram por puro preconceito ou falta de informação mesmo.

Campagnani, mostra em quase um hora um honesto trabalho de composições autorais, ele mesmo assina 12 das 14 faixas que ilustra o seu primeiro dvd. Os outros dois temas são de autoria do guitarrista e violonista Augusto Rennó. Tendo como base rítmica seu irmão o baterista André Campagnani e na base harmônica o tecladista com excelente bom gosto na escolha dos timbres Cláudio Faria.

Campagnani, dosa com muito bom gosto e senso melódico, técnica e domínio do aparato high-tech que compõe o seu set revezando com maestria e sem excessos os baixos de 4, 5 e seis cordas nesse caso um customizado com sistema MIDI sem trastes.

Vamos as faixas:

FIM DO MUNDO- abertura em tapping com a guitarra de Rennó, sublinhando o tema e o teclado tocando a melodia executada por Campagnani. nesse tema o emprego do Warwick se faz presente.

GALÁPAGOS- Campagnani incorporou a técnica do slap dentro do contexto prog. Técnica que anda meio saturada pelo abuso de alguns baixistas brasileiros que ainda insistem nessa fórmula.

Certamente, a técnica em si é propícia desde que tenha um propósito na composição e não apenas uma demonstração de técnica. Nesse improviso Campagnani aplica slap, pizzicato e sweep na medida certa sem causar fadiga auditiva.

CLARIDADE VIVA-Um balada no melhor estilo fusion em uníssono com violão e o emprego do baixo customizado MIDI onde com belos timbres onde alterna o som midiado e natural com extremo bom gosto, explorando harmônicos e sempre na medida certa, uma preocupação natural que Adriano exerce sem esforço. Belissímas imagens feita pela CamMate(câmera subjetiva presa ao instrumento)

INSETOS ON LINE- abertura com os insetos em seguida a linha melódica toda tocada pelo baixo que é completada pela guitarra de Rennó.

SÉTIMA VEZ-Outra balada composta para a execução entre o violão e baixo fretless com uma levada bossanovística, Campaganani explorando frases e harmônicos com desenvoltura. Sempre brindando com improvisos criativos, seguidos pelo piano de Faria e o violão do Rennó.

CÉU VERMELHO-Uma balada toda em uníssono com o fretless de Campagnani e Gerson"Play"Pires(voz) aliando bom gosto, precisão e demonstrando total entrosamento entre os dois interlocutores dessa balada fusion. Ressalto aqui a precisão de Pires.

CABELLUCK- Composição no melhor estilo guitar-fusion de Rennó baseada no slap de Campagnani.

SUPERNOVA- baixo solo usando o sistema MIDI ROLAND VS G88 onde são gravadas várias camadas do instrumento com o fretless customizado de seis cordas. Um curiosidade o final é uma referência ao baixo solo do Jaco no dvd SHADOW AND LIGHT. Muito interessante. Com texturas líricas melódicas virtuosísticas com essência oriental.

Campaganani repete os mesmos gestos do Pastorius, sai...deixa o sequencer tocando, passa a mão no cabelo em seguida a câmera focaliza seu pé direito que desliga o sistema. muito legal!!!

INDIAFRIKA- temos um duo entre o performance Marku Ribas com percussão de corpo e o baixo de Campagnani, numa sessão quase livre de improvisação. O slap, pizzicato e pedais são colocados com precisão.

PREDADOR II- Mais uma composição slapeada com Rennó sempre nos brindando com aquele timbre peculiar da guitarra fusion. Dessa faixa em diante Campagnani desfila bem o lado pesado do fusion mineiro.

220 VOLTS- Como o nome diz, alta voltagem em som fusion. Demostrando que a cena fusion mineira está bem servida de músicos competentes que entendem da linguagem sem abusar da técnica. Campagnani alia bem o uso dos pedais para o engradecimento do improviso.

No bis:

PREDADOR -Outro petardo fusion, aqui a turma mostra toda a pressão com Campagnani num slap poderoso com intervenções de Rennó bem dentro do contexto. solo todo em slap e sempre de bom gosto.

No Bônus Track:

BOSSA- uma bossa explícita com toda a modernidade do fusion executada no fretless customizado sempre dosando os harmônicos com sabedoria e um belo uníssono entre a guitarra e o baixo.

KOMODO- Um tema todo em uníssono e pesado como tem que ser nesses moldes fusion.

Campagnani, com timbre feroz de slap. Os improvisos de Campagnani são sempre com dosagem certa entre técnica, bom gosto melódica e aliando o melhor da tecnologia como ferramenta de suporte para as suas composições. Um tema feroz e forte como os Dragões de KOMODO.


Realmente um dvd com grande refino de composição na estética fusion, músicos de alto poder de fogo, um baixista técnico-melódico e com total dominio do arsenal high-tech.

Além do esmero na produção em empregar sistema de multi-imagem, CamMate, corte e som de primeiro mundo.

Sempre enalteço que nada devemos o que vem do exterior. Os nosso músicos devidos as condições que eles se formam, estão entre os melhores no universo instrumental.

Adriano Campagnani, se mostra um músico maduro, que não peca nos excessos e dosa com inteligência a técnica no slap, pizzicato e o emprego dos meios digitais e apuro nas composições calcadas no fusion sem causar fadiga auditiva.RECOMENDO.







Nenhum comentário:

Postar um comentário