domingo, 13 de fevereiro de 2011

PLANO B- LAPA-RIO DE JANEIRO


Histórico do Plano B

O Plano B Lapa começou como uma loja de discos (lps e cds) em 2004 e, após algumas mudanças, se estabeleceu com os atuais sócios Fernando S Torres e Fátima Lopes e um perfil e objetivos bem delineados: de apenas uma loja de discos (ou apenas um núcleo de venda e troca de vinil e ponto de informação musical), passa gradualmente (e a princípio sem grandes expectativas ou pretensões) a abrigar performances, apresentações, shows e outros projetos pouco convencionais, focados basicamente em arte e música experimental/de vanguarda, tendo como principal característica estarem fora do circuito comercial padrão, fora do mercado fonográfico estabelecido (ou mesmo do dito "independente") e, consequentemente, fora dos circuitos de "arte" ou "cultura" institucionalizados. Grande parte das apresentações realizadas no Plano B Lapa pode ser classificada como música "experimental" (apesar deste termo ser um tanto quanto deficiente na maioria dos casos: a maior parte dos artistas NÃO está "experimentando", pelo contrário, sabe muito bem o que quer fazer e está fazendo), porém vários outros processos e linguagens relacionadas, tais como performances trans-midiáticas, vídeo-arte, instalações (sonoras ou não), exposições visuais, arte sonora automatizada e cursos, palestras e workshops relacionados à meios de produção e técnicas artísticas também encontram espaço na loja. O que começou como um movimento catalizador da música e arte experimental do Rio de Janeiro, transformou-se em ponto de referência local, nacional e internacional para músicos, grupos e artistas que produzem trabalhos relevantes fora dos padrões comumente estabelecidos. A venda e troca de vinis (e também CDs e fitas magnéticas) na loja continua, porém essa atividade foi gradativamente eclipsada pelo espaço aberto às performances, apresentações ao vivo e exposições de artistas nacionais e internacionais focados em arte/música experimental e/ou improvisação. Localizada no coração da Lapa, bairro do Rio de janeiro conhecido por sua tradição noturna e concentração de grande número de pessoas nos finais de semana, o Plano B Lapa mantém suas portas abertas e realiza todos seus eventos gratuitamete, oferecendo um ponto de encontro para os já iniciados e possibilitando a formação de uma nova audiência, pessoas que normalmente não teriam acesso ao conhecimento ou à absorção de novas formas de expressão artísticas e musicais, habitualmente descriminadas pela mídia institucionalizada, por seu conteúdo dito "não comercial".
Em seus quase 7 anos de atividades o Plano B Lapa já abrigou mais de 300 apresentações de artistas de estados brasileiros como São Paulo, Rio Gande do sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Alagoas, Pernambuco, Distrito Federal, Bahia, Espírito Santo e Ceará, e países como Japão, Alemanha, Áustria, Estados Unidos, Polônia, Inglaterra, Argentina, Austrália, Nova Zelândia, Chile, Peru, Colômbia, França, Suécia, Holanda, Bélgica, Canadá, Finlândia, Suíça, Irlanda, África do Sul, Espanha, Luanda e Portugal, entre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário