domingo, 28 de novembro de 2010

LIS DE CARVALHO, UMA PIANISTA


Lis de Carvalho Pianista, arranjadora e compositora, iniciou seus estudos de piano aos 6 anos. Dos 9 aos 17 anos, estudou com Lina Pires de Campos. Fez recital na Pró Arte entre outras participações em concursos e audições de alunos da Escola Magda Tagliaferro. Mais tarde, iniciou seus estudos de Piano Jazz com Gogô, hoje professor da Unicamp; Teoria e solfejo com Cláudio Stephan; Composição com H. J. Koellroeuter; Harmonia, Arranjo e Orquestração com Cláudio Leal Ferreira; Programação de teclados e Síntese na Escola Síntesis (Conrado Silva, Jorge Poulsen e Lucas Shirahata) e Técnica Pianística com Maria José Carrasqueira. É bacharel em Piano Popular pela Faculdade Santa Marcelina, terminando seu TCC,“Radamés Gnatalli:A universalidade da música a serviço da Música Brasileira” e professora/coordenadora do curso de Piano Popular e Piano Complementar na ULM (Universidade Livre de Música). Em 2005 ,gravou o CD Bossa Nova da série MPBaby, recomendado por educadores para pais e filhos. Tocou com artistas como Paulo Moura, Raul de Souza, Lula Galvão, Edu Lobo e Orquestra Jazz Sinfônica, Quarteto em Cy, Vânia Bastos, Tetê Spindola, Eliete Negreiros, Zezé Mota, Paula Lima, Margareth Menezes, Walter Franco, Richtie, Cezar de Mercês e Sérgio Dias. Fez produção musical para o núcleo de teledramaturgia do SBT assim como para o mercado publicitário. Participou como pianista/tecladista e compositora do Grupo “Kali” e, como pianista e arranjadora, ao lado do Maestro Tasso Bangel, do Grupo “Tom da Terra”, cujo CD “Brasil Branco Negro” foi indicado ao Prêmio TIM como melhor grupo vocal de 2.003. Tem várias de suas composições gravadas nos seis CDs e dois DVDS com Celso Pixinga e participação em diversos CDs de música instrumental e vocal gravados ao lado de músicos como Sizão Machado, Maestro Gil Jardim, Carlos Bala, Pepe Cisneros, Bocato, Faíska, Polaco, Teco Cardoso, Vítor Alcântara, Silvinho Mazzuca e Giba Favery .

Agora em fase de preparação do seu primeiro disco solo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário